LÊ JARGIN: CULINÁRIA FRANCESA EM TETO INGLÊS

LOCALIZADO NO NOVO HOTEL DE LUXO, ROSEWOOD, NA BELA VISTA, RESTAURANTE DISPOEM DE UMA ARQUITETURA TIPICAMENTE INGLESA.



No coração do bairro da bela vista, o hotel rosewood detém hoje o titulo de hotel mais luxuoso da cidade, com serviço de ponta e todas as comodidades que um bom hotel de luxo pode oferecer.


Na frente do hall da entrada, passando pela escadaria, que leva acesso aos elevadores e aos andares superiores, esta o Le Jargin, do lado de outros restaurantes/bares, como o Rabo de Galo (bar), e o Taraz, restaurante de culinária franco-suíça, que somente abre a noite.


Aberto somente para o almoço, o restaurante dispõem de um ambiente tipicamente inglês, com paredes de madeiras e luminárias clássicas, com espaço ao ar livre com jardim, dando a entender o nome do lugar.




Chegando com 10 minutos de atraso, as 12:50, pois estávamos com reserva pré agendada, logo fomos para o restaurante onde nossa mesa estava guardada.


Não deu nem 1 minuto e já nos deram a carta de drinks.


Poucas opções, o que deixou um pouco a desejar.




Das opções, pedi o La Passione (64,00), drink com vermute e maracujá, com inspiração italiana.


Muito mais ou menos, gosto não muito bem definido.




Indo para as opções de entradas, pedi um, que de cara ja me agradou, que foi o Palmito Pupunha, acompanhado de figos e endívias (65,00).


Prato bem apresentado, mas somente o palmito pupunha estava bom, sendo a salada com molho de iogurte ácido demais e em grande quantidade.




Como prato principal, pedi o tagliatele com molho bisce, dill e camarões grelhados (165,00).


O melhor prato pedido até então do almoço.


Camarões bem grelhados, e macarrão delicioso, massa no ponto certo.




Na hora da sobremesa, resolvemos dividir uma tarte tartin (58,00), sobremesa francesa, que se consiste em uma torta de maçã invertida, mas que serviram de uma forma diferente da original.


Foi servida com calda de caramelo e uma bola de chanchily.





Poderia ter ficado sem a calda. Só a torta ja estava boa.


Quando pedimos o café, uma grata surpresa, veio servido em uma simpática bandeja de aço, com duas madeleines em clochês de vidro, junto com açúcar e adoçante.


Finalizando, o total da conta, para duas pessoas, foi de 634,60.


Bem gastos por sinal.


Como avaliação geral, um bom restaurante, que só precisa se ajustar no serviço e na variedades de opções, pois é e pode ser um dos promissores de rede hoteleira no Brasil.


INFORMACÕES ADICIONAIS:


HORÁRIO DE ATENDIMENTO:


TODOS OS DIAS: DAS 06:30 ÁS 23:00


WEBSITE:


https://www.rosewoodhotels.com/en/sao-paulo/dining/le-jardin














34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo