AS HISTÓRIAS DE DUAS ESPECIARIAS PORTUGUESAS


Por: Paula de Carvalho


Edição de Texto: João Pedro Bortoti Daleffe


Imagens: Paula de Carvalho

..................................................................................................................................


AÇORDA


A história da açorda cruza-se com a nossa própria história enquanto país.

A açorda era de fácil concepção e baseava-se num dos pilares da alimentação em Portugal na altura: o pão.

Houve várias evoluções e até com nomes diferentes e consoantes em todo o país.


Começamos no norte com as sopas de pão que não eram mais que um caldo a que se juntava o pão. Vindo mais para sul, as mesmas sopas de pão eram tratadas por açordas.


No entanto havia outra grande variante que já não era sopa, muito usada para peixes e mariscos nas nossas zonas costeiras.

São estas últimas que vos trazemos hoje.


Uma delas é a açorda de camarão ou Gambas, como chamam no País, que se come em todos os cantos de Portugal.


Agora salivem, com as fotos a seguir.




Bacalhau à Minhota:


O bacalhau à minhota é um prato culinário típico da região do Minho, no norte de Portugal.


Consiste em postas de bacalhau polvilhadas com pimentão e fritas em óleo.


No mesmo óleo, são fritas batatas cortadas em rodelas grossas.


Por fim, são fritas lentamente em azeite rodelas finas de cebola, que são colocadas sobre o bacalhau, antes de servir.


O prato final pode ser enfeitado com azeitonas e acompanhado por grelos.


O blog visitou o restaurante Delícias de Arroios, em Lisboa - Portugal, onde tive a oportunidade de experimentar essa Maravilha de Prato.


Muito bem servido, bem temperado e por apenas 13¢.

E não bastando, tem garrafa de vinho para acompanhar por 2,5¢.


Vale a pena a visita!





398 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo