AS DIFERENÇAS ENTRE DUAS DELÍCIAS PORTUGUESAS

Apesar de ser muito confundido como o mesmo doce, o pastel de belém e o pastel de nata, tem algumas diferenças de texturas, sabores e preparos que só os portugueses sabem.



Reportagem: Paula de Carvalho


Edição: João Pedro Bortoti Daleffe


Revisão de Texto: João Pedro Bortoti Daleffe


Imagens: Paula de Carvalho



Quando se pensa em doces portugueses, o pastel de nata ou pastel de Belém são das primeiras especialidades que nos surgem na mente.


As famosas tortinhas de massa folhada, ovo, leite, açúcar e a mistura perfeita entre limão e canela são dos doces mais populares do país, e tanto são deliciosos quentes como frios.

A primeira receita do Pastel de Belém foi criada em 1837, pelos monges do emblemático mosteiro dos jerônimos.


Até hoje, a receita é mantida em segredo e, portanto, torna-se uma verdadeira especialidade!

Assim, só na fábrica dos pastéis de Belém, a pastelaria familiar com mais de 100 anos onde são confeccionados, é que irá encontrar o doce original.

Só lá é que estas pequeninas se podem chamar assim, já que o seu nome foi patenteado.


Todos os outros, de outras confeitarias de Lisboa, de outras zonas de Portugal ou até exportados para outros países são designados pastéis de nata.

As receitas variam, os ingredientes também.

Tem os mais crocantes, e os mais leves o que não significa que seja melhor ou pior, apenas não são os mesmos de Belém.


Ambos são exclusividade da confeitaria portuguesa.


PASTEL DE BELÉM


1- A receita do pastel de Belém foi criada em 1837, pelos monges do emblemático mosteiro dos jerônimos.


2- Feito apenas perto do mosteiro em Belém, Lisboa.


3- A fábrica de Belém fica num lugar bem turístico, pertinho do mosteiro dos jerônimos e da torre de Belém.

4- É uma região fácil de chegar com várias linhas de ônibus (autocarros) e elétricos (uma espécie de bonde moderno).


PASTEL DE NATA


1- É um pastel que fica estaladiço, tanto quente como frio, com um creme que tem sempre consistência.

1.1- No final, os pastéis não ficam muito líquidos e têm aquele sabor do típico pastel de nata português.


2- Fabricado em todo território português.


3- Milhares de receitas, diversas opções de densidade de recheio e crocância do pastel.


4- Os Pastéis de Nata são uma das mais populares especialidades da confeitaria portuguesa.

4.1- No final do século XVII vários conventos e mosteiros em Portugal produziram uma gama diversa de pastelaria e doces à base de ovos, utilizando as sobras das claras utilizadas na lavagem de roupas e no processo de produção de vinho.







96 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo